Animais ganharam tamanho durante a evolução, diz novo estudo

Em um dos estudos mais abrangentes já realizados da evolução do tamanho do corpo, cientistas da Universidade de Stanford (EUA) descobriram que as linhagens de animais marinhos tendem a ganhar tamanho durante a evolução.


— Sabemos há algum tempo que os maiores organismos vivos hoje são maiores do que os maiores organismos da época em que a vida se originou ou mesmo quando os animais começaram a evoluir — disse Jonathan Payne, paleobiólogo da Escola de Meio Ambiente e Ciências da Terra de Stanford. — Não é algo que você pode saber estudando apenas os organismos vivos ou analisando curtas escalas de tempo.

O estudo, publicado esta quinta-feira na revista “Science”, revela que, ao longo dos últimos 542 milhões de anos, o tamanho médio dos animais marinhos aumentou em 150 vezes. Isso não ocorreu devido ao crescimento constante de todas as linhagens de animais, e sim devido à diversificação dos grupos de organismos que já estavam maiores do que outros grupos no início da história da evolução animal.

— Isso também é algo que não sabíamos antes — disse Payne. — Por razões que não entendemos completamente, as classes com o tamanho do corpo grande parecem ser aquelas que, ao longo do tempo, tornaram-se mais diversificadas.

Desde o século XIX, os paleontólogos perceberam que o tamanho de corpo de mamíferos terrestres, como os cavalos, estava aumentando ao longo do tempo. No entanto, não havia comprovação de que o mesmo ocorria com diversas espécies marinhas



O Globo

Postagens mais visitadas