Está com raiva? Faça um lanche!

Você já esteve com tanta, mas tanta fome que brigou com o chefe, discutiu com amigos e até fez posts revoltados no Facebook? A ciência explica por que o estômago vazio nos deixa irritados - um estudo, que analisou pessoas casadas, mostrou que os casais se tratam de forma pior quando os seus níveis de açúcar no sangue estão baixos.


Ok, mas que níveis baixos de açúcar significam fome é óbio. Qual é a relação disso com a raiva? Basicamente, o cérebro precisa de energia para funcionar. E a glicose é a única molécula que sua massa cinzenta aceita como 'combustível'. Então quando o açícar no seu sangue atinge níveis baixos, sua capacidade mental também diminui. E atividades que pedem maior auto-controle (como uma discussão) acabam não sendo feitas corretamente, já que exigiriam uma maior atividade cerebral em um momento em que o órgão não consegue empregar tanta energia. Ou seja: apelamos para argumentações exaltadas. 

A pesquisa também revelou que níveis baixos de açúcar podem afetar pessoas de jeitos diferentes. Como o corpo de alguns indivíduos regula a glicose de forma menos satisfatória e essas pessoas seriam mais propensas a acessos de raiva. Um estudo feito em 1984 relacionou essas variações nos níveis de açúcar com previsões de episódios violentos em 84% dos criminosos analisados.

E há evidências não só para a relação entre a raiva e a fome como também para o fato de que pessoas se comportam melhor depois de um lanche. Por exemplo, um estudo provou que participantes de um debate que bebiam limonada com bastante açúcar tinham uma argumentação mais sensata e calma do que aqueles com fome. Ou seja: a vida está parecendo muito difícil? Apele para um lanche!

Via Vox

Postagens mais visitadas