Bebês orangotangos órfãos ficam felizes ao passear na Escola da Floresta em carrinhos de mão

O que poderia ser mais fofo do que um carrinho de mão cheio de jovens orangotangos animados rumo à floresta para brincar? Talvez o fato de que isso foi possível graças a pessoas que fizeram doações para deixar os pequeninos felizes. 

Tem muita agitação no dia a dia de um centro de reabilitação de orangotangos órfãos do Resgate Internacional de Animais (International Animal Rescue – IAR) na Indonésia. Lá, 80 primatas alaranjados brincalhões acordam toda manhã ávidos para começar seu dia aprendendo sobre a vida nas florestas ao redor.
Facebook/International Animal Rescue
Facebook/International Animal Rescue
“Os bebês vão para a nossa Escola de Bebês, e para os que são um pouco mais velhos, para Escola da Floresta”, disse Lis Keys da IAR. “Temos um cercado e muita comida, e os cuidadores ficam ali com eles, encorajando os menores a aprenderem a escalar o cercado para entrar no clima do que é ser um orangotango.”
A tarefa de levar e trazer da floresta o grupo tumultuado de jovens levaria ainda mais tempo se não fosse por uma frota especial de carrinhos de mão, todos comprados por meio das doações. “Essa é a solução mais prática para transportá-los. É como um pequeno ônibus escolar”, disse Key. “Sem os carrinhos de mão, nossos cuidadores voluntários teriam que carregar um por um. É bem difícil levar dois, três ou mais jovens orangotangos até a floresta, mas desta forma, nós podemos coloca-los juntos, e eles parecem realmente gostar disso.”
É fácil ver como os orangotangos gostam de seus passeios diários com seus bondosos cuidadores, mas as coisas não foram sempre tão pacíficas para eles. Cada um dos menorzinhos residentes foram salvos de situações entristecedoras, tendo sido sequestrados e vendidos como animais domésticos, ou ficaram órfãos pela morte de seus pais. Todo ano, estima-se que 1.500 a 5.000 orangotangos são mortos, vítimas da perda do habitat por conta da plantação do óleo de palma ou de sangrentos conflitos com humanos, que frequentemente matam os adultos para poder vender os bebês no comércio de “animais de estimação”.
Facebook/International Animal Rescue
Facebook/International Animal Rescue
Facebook/International Animal Rescue
Facebook/International Animal Rescue
“É também muito comovente ver esses bebês, mas eles realmente não deveriam buscar o conforto de um cuidador. Eles deveriam ainda estar com suas mamães, os protegendo e cuidando deles”, afirmou Key. “Mas eles estão nos estágios iniciais de um longo processo que terminará, assim esperamos, com seu retorno para as florestas protegidas para, mais uma vez, serem orangotangos selvagens.”
Os voluntários no centro têm muito cuidado não apenas em ajudar e dar conforto ao grupo de jovens felizes, mas também em minimizar os perigos invisíveis de estar em contato com humanos. Os orangotangos são suscetíveis a doenças de humanos, então os cuidadores usam máscaras faciais para garantir que eles não fiquem doentes.
Facebook/International Animal Rescue
Facebook/International Animal Rescue
Facebook/International Animal Rescue
Facebook/International Animal Rescue
O centro de orangotangos do Resgate Internacional de Animais conta inteiramente com o financiamento das doações para acompanhar o número crescente de órfãos sob seu cuidado – e com a ajuda de pessoas em todo o mundo, eles podem proporcionar a esses animais um futuro mais brilhante. “Cada orangotango tem um longo caminho antes de voltar para a selva, e obviamente é muito custoso, então nós simplesmente ficamos encantados por ver que as pessoas parecem amar esses pequenos orangotangos”, concluiu Key.
As informações são do The Dodo.

Postagens mais visitadas