Fábrica clandestina de cachaças famosas é fechada na PB

A Polícia Civil em Guarabira, a 98 km de João Pessoa, encontrou, na manhã desta terça-feira (28), uma fábrica clandestina de bebidas destiladas que funcionava em uma casa na cidade de Cuitegi, a 105 km da Capital paraibana. No local, os policiais apreenderam rótulos falsificados, tonéis, garrafas vazias e cheias e equipamentos para a produção. Três pessoas foram detidas em flagrante e levadas à delegacia durante a operação denominada ‘ Alquimia’.

De acordo com a Polícia Civil, foram expedidos cinco mandados de busca e apreensão em cinco residências. “As investigações se iniciaram há cerca de um mês por intermédio de denúncia anônima que informava sobre um grupo criminoso que estava falsificando cachaças das mais variadas marcas, inclusive cachaças com fama internacional”, falou Walber Virgolino, delegado titular da 8ª DSPC de Guarabira.
Virgolino explicou que os falsificadores adquiriam os vasilhames secos de diversas marcas nos bares de todo o Brejo da Paraíba e depois compravam cachaça de sem um selo de qualidade nos engenhos da região e engarrafavam os frascos. “Os criminosos engarrafavam e lacravam as garrafas com selos falsificados, comprometendo a saúde dos consumidores, a arrecadação da receita estadual e a qualidade das cachaças originais”, falou. Participaram da operação cerca de 30 policias civis. A ação policial contou com apoio do Fisco Estadual.
Do Portal Correio

Postagens mais visitadas