Jornalista é ameaçado por divulgar uso de carne de cachorro em restaurante

Um jornalista está recebendo ameaças por ter divulgado o fechamento de um restaurante investigado por comercializar carne de cachorro, em Tijuana, no México.

De acordo com a CNN México, o jornalista, que não quis ser identificado, apresentou queixa na última quinta-feira (09/04) por “ameaça direta como resultado do exercício jornalístico”. Em comunicado oficial, a Fundação para a Liberdade de Expressão explicou o caso.
“O jornalista entrou com uma queixa após receber ameaças por divulgar a descoberta de um restaurante chinês que pode ter utilizado carne de cachorro em sua cozinha, numa operação descoberta pelas autoridades locais”, comunicou a instituição.
Na última quarta-feira (08/04), a Direção de Inspeção e Verificação Municipal de Tijuana confirmou que o restaurante chinês “Le Yen City” foi fechado logo após uma denúncia anônima sobre um cachorro morto em sua cozinha. As autoridades seguem investigando o caso.
“Não se pode assegurar que serviram os cachorros, pois o dono afirmou que era para seu consumo pessoal”, disse uma fonte da Direção de Inspeção.

Postagens mais visitadas