Polícia detém 26 pessoas por comércio de carne de cavalo

Vinte e seis pessoas foram detidas na Europa em uma operação contra o tráfico de carne de cavalo, principalmente na França e na Bélgica, anunciou neste sábado (25) a agência judicial europeia Eurojust.

Esta rede criminosa organizada falsificava os documentos dos animais e introduzia carne não apta para o consumo, indicou em um comunicado este órgão de coordenação judicial.
As autoridades francesas, que coordenavam a ação junto à Eurojust, "consideram que entre 2010 e 2013, 4.700 cavalos impróprios para o consumo foram sacrificados e introduzidos na cadeia alimentar legal", indicou a agência.
A Eurojust indicou que o principal suspeito é um belga que operava na Bélgica, o país onde a investigação começou em novembro de 2012 em um tribunal de Arlon, no sudeste do país, segundo a agência de notícias AFP.
Em 2013 ocorreu um caso similar na Irlanda e na Grã-Bretanha, onde foram encontrados hambúrgueres congelados que continham DNA de cavalo. No mesmo ano, a polícia francesa realizou uma vasta operação na França e na Espanha.
Os criminosos comercializam carne de animais que serviram anteriormente para estudos em laboratórios e empresas farmacêuticas, ou de animais que foram utilizados em centros equestres.

Postagens mais visitadas