Zoonoses faz exposição para adoção de animais no Centro de João Pessoa

Como parte de um projeto educativo para a posse de forma responsável dos animais, o Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses (Cvaz) realiza nesta quinta (9) e sexta-feira (10), a partir das 9h, uma exposição para adoção de cães e gatos. A ação, que acontece no Parque Solon de Lucena, seguirá até às 16h e contará com a participação de organizações protetoras dos animais e de protetores independentes.

“A política do Centro de Zoonoses é de bons tratos, por isso nosso objetivo é estimular a adoção dos animais”, explica o gerente da Gvaz, Nilton Guedes. “Temos também o compromisso de conscientizar à população para a posse de forma responsável, pois muitas pessoas compram ou ganham os animais e quando acham que não podem cuidar, os abandonam nas ruas, o que é um risco para os animais e para a população”, completou.

Ao todo, durante os dois dias de atividade, serão expostos 50 animais, sendo 30 cães e 20 gatos. A ação é promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses (Gvaz), em parceria com a Associação de Proteção Animal Amigo Bicho (Apab) e a participação de protetores independentes.

“Realizamos continuamente exposições, buscando sempre uma adoção responsável. Depois da posse, se houver interesse, os donos podem procurar o Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses para garantir a esterilização dos animal”, destacou Nilton Guedes.

Adoção
Para adotar um animal, o interessado deve ter 18 anos, apresentar um documento de identidade com foto e comprovante de residência, além de participar de uma orientação sobre o bem e posse responsável com a equipe da Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses.
Castração e vacinação
Somente nos dois primeiros meses deste ano, a Gvaz já realizou a castração de 126 animais, entre cães e gatos. Ao todo, em 2014, foram esterilizados 914 animais.
A vacinação é a única forma de prevenir que o animal venha desenvolver a raiva e transmiti-la ao homem. A raiva animal é causada por um vírus e quase 100% das pessoas que adquirem a doença morrem. O cão, o gato e o morcego são os principais transmissores da raiva em áreas urbanas.
Quando uma pessoa é agredida por um animal, é importante lavar bem a ferida com bastante água e sabão (amarelo) e procurar imediatamente uma Unidade de Saúde. A recomendação é não matar o animal e pedir orientação à Gerência de Vigilância Ambiental e Zoonoses de João Pessoa, ligando para os telefones 3218-9357 ou 3214-3459.

Secom JP

Postagens mais visitadas