Alimentos de fast-food matam bactérias do intestino que protegem contra obesidade, diz estudo

Um pesquisador da universidade King’s College London, no Reino Unido, descobriu novas razões para se evitar uma dieta baseada em sanduíches, batatas fritas e outros alimentos de restaurantes e lanchonetes fast-food.
De acordo com seu estudo, publicado no livro “The Diet Myth” (“O mito da dieta”), esse tipo de comida elimina bactérias da flora intestinal humana que protegem as pessoas contra a obesidade, diabetes, câncer, doenças do coração, entre outros males.
No estudo realizado pelo professor de epidemiologia genética Tim Spector, seu filho, Tom, de 23 anos, passou dez dias alimentando-se apenas de hambúrgueres, batatas fritas, nuggets e Coca-Cola em lanchonetes McDonald’s. Após esse período, o pesquisador verificou uma uma redução significativa da flora intestinal do jovem.
— Antes de eu iniciar a minha dieta de fast-food, havia cerca de 3.500 espécies de bactérias intestinais no meu estômago, dominadas por um tipo chamado firmicutes. Uma vez iniciada a dieta, perdi rapidamente cerca de 1.300 espécies de bactérias, e meu estômago passou a ser dominado por um grupo chamado bacteroidetes — afirmou Tom, que também é estudante de genética.
A questão não estaria ligada apenas ao problema da epidemia de obesidade observada em diversos países da Europa, mas também a outras questões, já que a flora intestinal também tem um papel fundamental na eliminação de micróbios que podem causar doenças, e na regulação do metabolismo humano — seu desequilíbrio pode ocasionar diversas doenças, e há indícios da sua relação com o autismo.
Para o livro, Spector também analisou registros de 12 mil gêmeos no Reino Unido, que são monitorados durante a vida para a observação dos efeitos de fatores ambientais e da variedade genética. A conclusão foi que a exclusão de gordura e açúcar para uma dieta saudável é menos importante do que a certeza de que o alimento ingerido é o mais natural possível.
Alimentos como cerveja belga, alho e café são ideias para promover a saúde da flora intestinal.
Um porta-voz do McDonalds ouvido pelo jornal britânico “Telegraph” sobre o estudo afirmou que a companhia possui “uma grande variedade de alimentos disponível” em seus restaurantes, e que “podem ser utilizados em uma dieta balanciada”.
“Também reformulamos os nossos ingredientes para reduzir a quantidade de sal, gordura e açúcar, e para remover gordura trans do nosso menu”, afirmou o porta-voz.
Informações: O Globo

Postagens mais visitadas