Obesidade na adolescência aumenta risco de câncer no intestino, diz estudo

Adolescentes obesos têm risco dobrado de desenvolver câncer de intestino quando chegarem à meia idade, sugere um estudo publicado no periódico “Gut”. Eles também têm mais inflamações intestinais sistêmicas, que estão relacionados com o risco maior de câncer.


A obesidade e a inflamação em adultos já têm sido associadas ao aumento do risco deste tipo de câncer, que é o terceiro mais comum no mundo entre homens. Entretanto, pouco se sabe se existe esta associação em pessoas mais jovens.

A pesquisa, portanto, rastreou dados de quase 240 mil homens, que tinham idades entre 16 e 20 anos, entre 1969 e 1976. Eles foram monitorados até 2010, através do registro nacional de câncer na Suécia.

Entre os participantes, 5% estavam moderadamente acima do peso; 1,5%, muito acima; e 1%, obeso. Durante o monitoramento, que durou cerca de 35 anos, 885 homens desenvolveram câncer de intestino.


Comparados àqueles que tinham peso normal, os que estavam acima do peso tinham duas vezes mais chances de desenvolver a doença.

Embora mais estudos sejam necessários, os pesquisadores afirmam que os resultados sugerem que tanto o índice de massa corporal (IMC) quando a inflamação do intestino durante a adolescência pode ter um papel no desenvolvimento do câncer. Portanto, os hábitos desse período da vida podem afetar a saúde no futuro.

Ambos os fatores eram independentes um do outro, ou seja, o IMC na adolescência pode influenciar a ocorrência do câncer de forma diferente do mecanismo da inflamação.




O Globo

Postagens mais visitadas