Transplante de células-tronco ajuda a salvar animais.

Na medicina veterinária, avanços em torno dos estudos com células-tronco já podem ajudar em tratamentos para a melhora da qualidade de vida e até mesmo a cura de algumas patologias em cães, gatos e equinos. 


Neste quesito, a Clínica Veterinária Morungaba é pioneira na região.
O transplante de células-tronco na Estância Climática de Morungaba teve início em novembro de 2013, conforme informou o proprietário da clínica Tiago Almeida Daolio, que atua como Med. Veterinário há 13 anos e atende em toda região.
 “Esta nova terapia nos dá boas perspectivas para tratar algumas doenças, em que tratamentos convencionais, algumas vezes, não geravam resultados satisfatórios”, comentou em entrevista ao Jornal Serrano.
Para desenvolver este trabalho, Dr Tiago foi treinado e credenciado pela Regenera Stem Cells – empresa de biotecnologia que produz as células-tronco. “Essa é uma empresa registrada no CRMV autorizada a produzir em laboratórios as células-tronco para fins terapêuticos”, disse o veterinário.

PROCEDIMENTO
Mais conhecida como Terapia Celular, Dr Tiago explicou que este trabalho consiste na utilização de células-tronco heterólogas – ou seja, originadas de outro animal para o tratamento de determinadas patologias em cães, gatos e equinos.
 “Essas células são coletadas, cultivadas e multiplicadas em laboratórios, possuem um enorme poder de se diferenciar em células de outros tecidos, como cartilaginoso, ósseo, muscular, nervoso e etc., o que propicia uma grande capacidade para uso terapêutico no tratamento de diversas enfermidades crônicas”, afirmou o veterinário.
Diferente do que muitas pessoas pensam, Dr Tiago relata que as células-tronco não são necessariamente retiradas de embriões.
 “As chamadas células-tronco mesenquimais são coletadas de indivíduos jovens sem lhes causarem prejuízos à saúde e podem ser retiradas da medula óssea, tecido adiposo [gordura], etc., sendo cultivadas em laboratórios para serem utilizadas em outros animais, por isso, a denominação de transplante”, contou.
O transplante, no entanto, varia de acordo com a patologia, podendo ser acompanhado ou não de procedimento cirúrgico (aplicação in loco) ou, em alguns casos, por infusão endovenosa (injecção lenta de uma substância diluída em um meio líquido na veia), segundo o veterinário.

BENEFÍCIOS
Os benefícios dessa terapia inovadora são inúmeros e as pesquisas estão bem avançadas neste sentido. “Com certeza, muitas novidades e novos tratamentos vão surgir nos próximos anos”, declarou.
De acordo com Dr Tiago, as patologias que podem ser tratadas atualmente são: doenças ostearticulares, como artrites e artroses por displasia coxofemural; sequelas graves de cinomose; paralisias por traumas medulares (coluna); hipo e aplasia de medula óssea; insuficiência renal aguda e crônica, cerato conjuntivite seca ( doença do olho seco ), úlceras de córnea entre outras.
 Em equinos, as utilizações mais comuns da terapia celular são para lesões ligamentares e articulares devido ao uso desses animais para fins de esporte como hipismo rural, equitação etc.
“O interessante é que esse material é totalmente imunocompatível, não aufere risco de rejeição ou qualquer tipo de efeito colateral ao animal transplantado. De qualquer forma, cada caso é único e tem que ser bem avaliado, e acompanhado com muito critério pelo médico veterinário responsável, até porque existem algumas contra indicações para seu uso”, alertou.

ALTERNATIVA
O Veterinário destaca, porém, que essa nova terapia deve ser vista como uma alternativa para algumas patologias e não como um tratamento milagroso.
 “Os resultados dependem de muitos fatores, como o tipo de enfermidade, tempo decorrido desde o início da doença, grau das lesões, etc. Em algumas patologias podemos melhorar muito a qualidade de vida do paciente e em outras levar até a cura completa”, acrescentou.

FUTURO
Este é o futuro da medicina humana e veterinária, na opinião de Daolio. “Em breve, será comum as pessoas serem tratadas com células-tronco retiradas delas mesmas ou de outras pessoas. Células essas que serão cultivadas, ficarão armazenadas e estocadas em laboratórios especializados, para assim, serem utilizadas quando necessário”, finalizou.

Contato CVM – Morungaba 
Fone (11) 4014 1018
E-mail : tiagodaolio@gmail.com / www.regeneravet.com.br

Postagens mais visitadas