Dá o pezinho? Veterinários treinam elefantes para tornar os tratamentos de saúde mais confortáveis

Não é fácil convencer um elefante de que ele precisa de um serviço de pedicure. O problema é que os imensos pés, assim como as trombas, estão entre os locais mais suscetíveis a problemas de saúde na espécie.
Para evitar o stress dos animais a cada tratamento, os veterinários do zoo do Beto Carrero World implantaram uma nova técnica de condicionamento que evita o uso de sedativos e presenteia os grandalhões com deliciosas frutinhas enquanto eles enfrentam a visita do doutor.
Um novo portão foi construído nos bastidores do recinto especialmente para o trabalho de condicionamento, que é utilizado somente para medicina preventiva. Para que o profissional não corra riscos, as grades receberam aberturas estrategicamente localizadas com acesso às patas e à tromba.

elefante 1

Baby, com pouco mais de vinte anos, e as sessentonas Dell e Princess prontamente atendem ao chamado dos profissionais e saem do cambeamento em direção ao portão. O veterinário indica qual membro começará o procedimento, com cuidados especiais para solas e unhas, e a elefante tranquilamente se deixa ser tratada, entretida com as frutas que ganha de outro profissional. Melancia, banana, maçã e mamão entram no cardápio da consulta.

Postagens mais visitadas