Rato cai vivo em prato de cliente em restaurante

Um rato caiu vivo direto do teto no prato do coronel da Polícia Militar e superintendente de Inteligência do Palácio Guanabara, Renan Gomes, que almoçava na Casa Brasil, na São Salvador, em Laranjeiras. "Estamos à mercê da falta de qualidade na prestação de serviços", disparou o militar. O caso foi registrado na 10ª DP (Botafogo). 


"Estava almoçando normalmente quando o camundongo caiu vivo no meu prato. Ele chegou ainda a se contorcer ali. Obviamente perdi o apetite. Chamei a viatura e fui fazer o registro na delegacia", relatou o coronel, lembrando que o caso não configura crime: "Mas fiz a coisa certa. Tive que registrar. Quando você entra em um restaurante, paga pela higienização, pela segurança, e ainda pago os 10% cobrados. Ou seja, pagamos por todos os serviços prestados. O bicho poderia ter caído no prato de uma criança. Foi extremamente desagradável", completou. 

Segundo o coronel, que já era cliente do estabelecimento, o gerente tentou minimizar a situação, mostrando uma nota fiscal de dedetização. Em seguida, o proprietário também foi falar com ele. "Eles devem cobrar então quem fez o serviço mal feito".

Ele lembra ainda que a cena chamou atenção de outros clientes que estavam no local e que chegaram a tirar fotos e filmar o animal. Algumas imagens foram enviadas ao WhatsApp do Dia (98762-8248) .

"Como consumidor, me senti mal. Visam um lucro e abandonam os cuidados. É complicado", opinou o coronel, que não pretende voltar ao local: "antes eu fazia algumas reuniões com oficiais no restaurante".

A reportagem ainda não obteve posicionamento do restaurante. Em nota, a Polícia Civil informou que a Vigilância Sanitária foi acionada e a perícia de local solicitada. Uma testemunha prestou depoimento e agentes estão em diligências na busca de mais informações que possam ajudar no caso.
Restaurante é interditado
Após denúncia do DIA , por volta das 21h, agentes do Procon do Rio encontraram mais ratos na Casa Brasil e interditaram o estabelecimento. Segundo os fiscais, era um número infindável de baratas, ratos e fezes dos roedores. Inclusive, foi localizado um rato da mesma ninhada que o filhote no prato do coronel.

Numa espécie de sótão do local, foram encontrados produtos vencidos. Os proprietários contaram que a Casa já seria fechada para obras. De acordo com Fábio Domingos, fiscal da autarquia, os donos disseram que 'realmente isso não podia acontecer' e já estavam pensando em fechar para obras. Domingos disse que certamente os proprietários serão multados, mas não falou em valores. Segundo ele, havia muitos clientes, que também corriam o risco de ter ratos nos pratos.

Segundo o Procon na Casa Brasil foram encontrados:
-Vencidos:
- 1kg Massa de pastel venc 17/06/15.
- Barril de 50l Chopp Brahma conectado vencido em 12/06/15. (Não foi possível precisar a qtde tendo em vista o sistema só funcionar em conjunto com outro barril)
-Sem especificação:
- 500g de peixe branco
- 500g Massa de bolinho de bacalhau
- 200g de Maionese
-Cozinha:
- Piso quebrado
- Excesso de Sujeira/Gordura fogão
- Geladeira com goteiras e excesso de água.
*Certificado de desinsetização e desratização vencido em 12/03/15
*Ausência do certificado Corpo de Bombeiros.
*Bebidas estocadas em contato com o chão.
*Ausência de autenticação no livro de reclamações.
*No estoque foram encontrados ratos vivos, baratas e fezes de roedores.

Pastel com 'recheio' de larvas
A estudante Lays Chamoun foi com amigos ao Bar do Adão, na Tijuca, na noite desta quarta-feira, e, para a surpresa do grupo, um dos mais famosos pratos da casa, o pastel, veio com um recheio que com certeza não faz parte da receita: larvas.

"Fomos surpreendidos por um pastel chamado burguer com carne e bacon contendo no mínimo seis vermes vivos", relatou a jovem em uma rede social. Segundo ela, "a filmagem foi um pouco depois e não deu pra ver a quantidade de bicho (sic) que saía dali de dentro". "Lamentável", comentou.

Em fevereiro deste ano, após vistoria do Procon em dez filiais do Bar do Adão, oito foram autuadas e três acabaram interditadas. A Operação Éden, do Procon, encontrou 122 quilos de alimentos e 152 litros de bebidas impróprios ao consumo.

O Bar do Adão disse que, após a fiscalização, aumentou os cuidados no preparo e armazenamento dos alimentos oferecidos, no entanto, após o episódio ocorrido nesta quarta-feira, a empresa foi notificada e, segundo a assessoria de imprensa do estabelecimento, será substituída. Ainda segundo o restaurante, três funcionários foram demitidos.

O Dia

Postagens mais visitadas