Vegetarianismo pode ajudar a salvar o mundo

Dizem as línguas carnívoras que se a maior parte das pessoas deixasse de comer carne faltaria verdura na mesa.
Enganam-se. Uma pesquisa alemã garante: para cada quilo de carne chegar ao prato, outros seis quilos de vegetais foram ingeridos pelo gado. É por isso que 80% das terras de agricultura do mundo são usadas justamente para produzir alimentos para esses animais. Imagine, então, se esse espaço todo fosse usado para produção direta de alimentos para nós. Seria o suficiente para produzir mais 70% de calorias, em comparação com a produção de carne– ou comida extra para alimentar mais 4 bilhões de pessoas (o cálculo considera também as áreas destinadas à produção de biocombustíveis).
Além disso, segundo o estudo, a pecuária contribui com 18% das emissões globais dos gases do efeito estufa – culpa do metano liberado pelos bichos e do desmatamento (mas, vale lembrar, até aí a agricultura também contribui com o desmatamento). E ainda ameaça a biodiversidade do planeta.
Por conta disso tudo, o estudo conclui que apostar mais em dietas vegetarianas e veganasdeveria fazer parte das políticas de sustentabilidade dos países. Nem precisa ser radical, galera, só cortar a carne uma ou duas vezes por semana.

Crédito da foto: flickr.com/kellybone/

Postagens mais visitadas