A pupila do animal pode definir se ele é presa ou predador

Um estudo publicado na sexta-feira, dia 07, responde à pergunta: por que alguns animais têm pupilas verticais, enquanto outros apresentam orifício circular ou horizontal? Pesquisadores da Universidade da Califórnia, em Berkeley, e a britânica Universidade de Durham acreditam que a característica indicaria se o animal é presa ou predador. O resultado foi divulgado na Science Advances.

O grupo - liderado pelo cientista visual Martin S. Banks - usou modelos de computador baseados nos olhos da ovelha para verificar de que maneira o formato da pupila beneficia diferentes animais. Quando ela está na horizontal, mais luz entra pelos lados direito e esquerdo dos olhos. Isso ajudaria o animal a visualizar predadores que se aproximem de diferentes direções, concluíram os pesquisadores.
cabra
Creative Commons/Wikipedia
Pupila horizontal de uma cabra
Mas e o que aconteceria quando a ovelha quisesse olhar para baixo, a fim de comer? Analisando fotos tiradas em zoológicos, os pesquisadores perceberam que os olhos delas giravam 50 graus quando viravam a cabeça para baixo, mantendo as pupilas paralelas ao chão. Outros animais de pastagem, como cavalos, antílopes e cabras, também realizam a rotação - verificaram os estudiosos.
tigre
Creative Commons/Wikipédia
Pupilas circulares em animais de grande porte, como o tigre
Na sequência, Banks usou os modelos de computador para identificar as vantagens de olhos com fendas verticais. Elas auxiliariam o predador a calcular a distância até sua presa, garantindo uma percepção mais eficaz de profundidade e foco do elemento. Pupilas circulares, presentes em tigres e leões, seriam característica de predadores de grande porte que, devido ao tamanho, não precisam de compensações visuais. 
Fonte: 
Science Advances

Postagens mais visitadas