Cientistas conseguem ler emoções pela atividade cerebral

Em um estudo que envolveu 212 participantes, neurocientistas do Dartmouth College conseguiram dizer o que eles estavam sentindo através de imagens de sua atividade cerebral.

A experiência funcionou assim: 182 voluntários receberam fotos neutras ou negativas (feridas, atos de agressão, grupos de ódio, acidentes de carro, fezes humanas). Além desses, outros 30 participantes receberam uma dose dolorosa de calor. Os voluntários foram selecionados entre gêneros e grupos sociais diversos, escolhidos para representar a média da população americana.
Enquanto passavam pelo sofrimento, eles tiveram sua atividade cerebral monitorada, de maneira que o software desenvolvido pelos cientistas pudesse aprender a reconhecer os padrões cerebrais relacionados às emoções.
O resultado foi que, depois de ensinado, o programa conseguiu acertar, em impressionantes 90% dos casos, quais emoções estavam presentes em uma imagem cerebral mostrada a ele.
Isto é, os computadores ainda não podem ler pensamentos, mas já podem ler emoções. "Isso quer dizer que o escaneamento cerebral tem o potencial de descobrir precisamente como alguém está se sentindo sem saber nada exceto a atividade cerebral", afirma Luke Chang, principal autor do estudo.
Várias experiências similares foram feitas antes, mas nenhuma com um número tão grande e diverso de participantes, nem com um sucesso tão decisivo. "É uma impressionante demonstração do escaneamento de nossos sentimentos, decodificando nossas emoções através da atividade cerebral", continua o neurocientista. "Emoções são centrais em nossas vidas diárias e o descontrole emocional está no cerne de muitas desordens do cérebro e corpo, mas não temos uma visão clara sobre como as emoções são processadas no cérebro. Portanto, entender os mecanismos neurobiológicos que geram e reduzem experiências emocionais negativas é fundamental."
Fontes
1) 'Brain signature' that predicts human emotions discovered, Dartmouth College via ScienceDaily
2) A Sensitive and Specific Neural Signature for Picture-Induced Negative Affect, Luke J. Chang et al, Plos Biology

Postagens mais visitadas