Cientistas criaram uma máquina que vomita

Cientistas da Universidade Estadual da Carolina do Norte criaram um aparelho que simula o vômito.
Mas eles gastaram dois anos construindo a máquina especializada em chamar o Raul por um bom motivo: eles querem simular de uma forma mais completa a forma com que a parte superior de nosso sistema digestivo funciona. E isso, claro, pode culminar em avanços para a medicina.
Até a cara bizarra de argila tem um motivo: ela funciona como peso no fim do tubo para que o vômito caia no mesmo ângulo que cairia em uma situação 'humana'. 
Mas e o vômito em si? Cientistas não usaram o material real e sim uma alternativa menos nojenta: pudim de baunilha tingido de verde e com um leve toque de um vírus (inofensivo). A ideia desse experimento é analisar como o vírus se espalha através de partículas no ar vindas do vômito. E as conclusões? 13 mil partículas de vírus são espalhadas - um número preocupante já que bastam 20 partículas para deixar alguém doente. 

Postagens mais visitadas