Crianças que dão trabalho para comer crescem mais ansiosas do que o restante

Seu filho dá trabalho para comer? Se a resposta é sim e as refeições, os momentos mais cansativos do dia, uma nova pesquisa da Universidade Duke, nos Estados Unidos, pode trazer alguns esclarecimentos.

Para a equipe de pesquisadores, a dificuldade que algumas crianças apresentam na alimentação não tem só a ver com nutrição, mas com psicologia. Ou seja, quanto mais trabalho a criança dá na hora das refeições, maior a tendência de ela ter ansiedade, ser hiperativa e ter déficit de atenção no futuro.
“Nós estamos falando sobre crianças cujos problemas de alimentação vão além de não gostar de frutas ou legumes”, diz William Copeland, psicológo da Universidade Duke e coautor do estudo. “A alimentação delas é tão restrita que faz com que os pais preparem suas refeições separadamente das do resto da família.”
Os pesquisadores conduziram uma experiência com 917 crianças com idades entre dois e seis anos. Os resultados mostraram que um em cada cinco participantes davam trabalho na hora de comer. Este grupo de crianças tinha uma tendência maior a desenvolver sintomas de ansiedade social, depressão e outros problemas mentais.
Copeland acredita que a solução é que os pais estejam presentes e estruturem uma dinâmica de refeições. “Algumas crianças possam ser problemáticas por conta da dinâmica que têm com os pais. O jeito que os pais lidam com os filhos pode piorar as coisas dependendo da situação”, diz.Ao acompanhar essas crianças por um período de dois anos após o estudo, os pesquisadores concluiram que, apesar de elas passarem a se alimentar melhor, ainda apresentavam sintomas relacionados a ansiedade.
O pesquisador também aconselha que os pais procurem a ajuda de pediatras em casos problemáticos.

Postagens mais visitadas