Fiscalização apreende mais de quatro mil produtos em farmácia veterinária

Uma farmácia veterinária de Garanhuns, no Agreste pernambucano, foi interditada por vender mais de quatro mil produtos vencidos e fraudados. O estabelecimento comercializava mercadorias com validade vencida, violada, ilegível e sem registro de lote, de acordo com a Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro). A assessoria de imprensa do órgão informou que a interdição foi registrada no período de 3 a 8 de setembro, mas só foi divulgada nesta quinta-feira (17).


Ação conjunta da Adagro, Visa e Apevisa interdita farmácia veterinária em Garanhuns (Foto: Assessoria Adagro)
Ação conjunta da Adagro, Visa e Apevisa interditou
farmácia (Foto: Assessoria Adagro)
 

 
No total, foram apreendidos 4.418 itens, dos quais 613 são unidade de cosméticos, 398 remédios terapêuticos, 688 de material hospitalar e duas toneladas de ração para animais de estimação. Os produtos apreendidos foram encaminhados pela Adagro para um depósito. A Agência informou que durante a inspeção foram encontrados carimbos e documentos que comprovavam que a validade das mercadorias era alterada. O estabelecimento está fechado e não há previsão de voltar a funcionar. 

A ação conjunta da Adagro, da Vigilância Sanitária (Visa) e da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) foi decorrente de uma denúncia. Por conta do alto número de produtos, foi aberto um boletim de ocorrência na 18º Delegacia Seccional de Polícia Civil de Garanhuns. Ao Conselho Regional de Medicina Veterinária de Pernambuco (CRMV-PE) foi encaminhada uma denúncia contra o médico veterinário, responsável técnico do estabelecimento.

G1

Postagens mais visitadas