Paciente recebe soro vencido ao ser atendida em hospital

Uma paciente foi medicada com soro glicosado vencido no pronto-socorro do Hospital Estadual São Daniel Comboni em Cacoal (RO). O autor do vídeo que circula nas redes sociais conta que o fato aconteceu no último dia 7 de setembro. As imagens mostram que o medicamento tem data de validade do dia 25 de julho de 2015. Direção da unidade alega que caso será investigado.

Soro com data de validade vencida (Foto: Reprodução)
Soro com data de validade vencida no hospital de
Cacoal (Foto: Reprodução)
O fato teria acontecido na noite do dia 7 de setembro e nas imagens que circulam nas redes sociais, feitas por um paciente que estava em observação na unidade hospitalar é possível que a idosa que estava internada com problemas respiratórios foi medicada com um soro glicosado com a data de validade do dia 25 de julho.
Ao G1, o autor do vídeo, que não quis se identificar, disse que estava em observação no pronto-socorro com uma suspeita de intoxicação alimentar e decidiu filmar o fato, pois ele também havia recebido um soro vencido.
"Percebi logo no começo que o prazo de validade estava vencido, então pedi para trocar por outro. Quando questionei o motivo de estar aplicando medicação vencida a enfermeira disse que não tinha visto o prazo de validade, porém não retirou o soro da senhora do lado que também estava vencido, por isso fiz o vídeo", comenta.
Ele acrescenta ainda que foi aplicado mais um frasco de soro com validade vencida na paciente. "Fiquei indignado. A gente procura o hospital por que não está passando bem e corre o risco de sair de lá mais doente ainda. Isso é inaceitável", desabafa.
Diretor do hospital diz que caso está sendo investigado (Foto: Magda Oliveira/G1)
Diretor do hospital diz que caso está sendo
investigado (Foto: Magda Oliveira/G1)
Conforme o diretor do Hospital Regional de Cacoal, Marco Aurélio Vasques, que também responde pelo pronto-socorro, os medicamentos vencidos são descartados a cada final de mês.
"Quando o estado assumiu a responsabilidade da saúde municipal, em março, precisamos levar medicamentos para o Comboni. Acredito que como ainda não havia um local adequado para o armazenamento, os novos soros foram empilhados por cima das caixas dos antigos e, com isso, acabaram vencendo sem serem usados", explica.
Em outro vídeo, feito pela equipe do Hospital Regional, a idosa revela para uma assistente social, que a enfermeira foi alertada por outros pacientes que o soro estava vencido, mas não tomou nenhuma atitude.
Como a enfermeira é servidora municipal cedida para o estado, o secretário municipal de Saúde, Fabiano Amorim, disse que será aberto um processo administrativo para apurar se houve negligência por parte da funcionária e uma cópia do vídeo será enviada também ao Ministério Público de Rondônia (MP-RO), para que também faça uma investigação.
Conforme a direção do pronto-socorro, havia duas caixas de soros glicosados vencidos na unidade. E apenas um frasco foi utilizado, os demais foram incinerados. Ainda de acordo com o hospital, a paciente que recebeu o soro vencido não apresentou nenhuma reação adversa.
G1

Postagens mais visitadas