Apesar de protestos, zoológico faz dissecação de leão

Apesar de protestos, um zoológico da Dinamarca dissecou em público, nesta quinta-feira (15), um leão jovem que foi abatido em fevereiro desde ano. Várias crianças acompanharam a ação.


O anúncio de que o animal seria dissecado foi feito por Nina Collatz Christensen, representante de eventos do Zoológico Odense, e causou furor nas redes sociais.

Informação de que o felino foi abatido não tinha sido divulgada na época.

“Todos nós vimos o que aconteceu com a girafa, e foi por isso que decidimos não anunciar nada antes que ele estivesse morto. Nem em sonhos imaginamos que tantas pessoas reagiriam a isso”, afirmou Christensen à Reuters.

A girafa em questão era Marius, um macho de 18 meses morto pelo zoológico de Copenhague e dissecado em público em fevereiro de 2014. Houve grande repercussão e o diretor do zoológico recebeu ameaças de morte.

A girafa foi abatida porque seus genes já estão bem representados entre as girafas dos zoológicos europeus. Neste caso, é política institucional eliminar animais com estes genes para evitar procriação entre parentes. O leão foi sacrificado pela mesma razão.

Mas quando a dissecação foi anunciada, a página de Facebook do Zoológico Odense teve mais de 200 mil visualizações, e muitas pessoas criticaram o local e seus funcionários. Algumas chegaram a sugerir que estes fossem dissecados em vez do leão.

Zoológico realizou necropsia em girafa e visitantes puderam assistir (Foto: Scanpix Denmark/ AFP)Zoológico realizou necropsia em girafa em 2014 e visitantes puderam assistir (Foto: Scanpix Denmark/ AFP)
 
 
Da Reuters

Postagens mais visitadas