Você ainda vai ter um coração de porco

A fila de transplante de orgãos é bem grande, a gente sabe. E muita gente acaba morrendo antes de conseguir um órgão novo. 


Mas uma solução pode estar por vir. É que, há alguns anos, pesquisadores da Harvard Medical School, nos Estados Unidos, estão tentando manipular órgãos de porcos para serem transplantados em humanos. E, na semana passada, anunciaram que já estão alterando diversos genes em embriões suínos para agilizar o processo. 

Porcos seriam doadores adequados para humanos, já que o tamanho de seus órgãos é parecido com os nossos. Mas espera um porquinho, por que alterar os genes dos suínos? A alteração é necessária para contornar alguns empecilhos importantes. Primeiro, há uma grande probabilidade de os orgãos suínos infectarem o corpo humano com algum tipo de vírus estranho para nós. Segundo, há o fato de que nosso sistema imunológico costuma rejeitar órgãos transplantados - ainda mais os de outras espécies. 

Para evitar esses problemas, os estudiosos alteraram 82 genes nos embriões - 10 modificações a mais do que o recorde registrado até agora. Por enquanto, todas essas alterações foram testados em diversos embriões diferentes. Resta a dúvida se vão funcionar todas juntas. E se a comunidade médica vai aprovar o uso de órgãos suínos em humanos, é claro.
Leia também:

Postagens mais visitadas