7 dicas para se dar bem no restaurante por quilo

1. Planeje o prato

Analise o bufê antes. Itens baratos ficam no começo e os mais caros no final. Se você escolhe conforme a fila anda, vai pegando de tudo e paga caro pelo que é simples.


manual quilo
Estúdio Pingado

2. Olho na massa

Dentre os carboidratos, prefira arroz - se for integral, melhor ainda. Ele tem mais fibras que batata e macarrão - ou seja, sacia mais - e também absorve menos água, pesando até 25% menos. Ah, o pãozinho pode ir fora do prato.


3. Óleo por óleo

Entre as frituras, prefira batatas, menos densas que os salgadinhos, que absorvem muito óleo.


4. Vá de salada 

Vegetais crus compensam. Especialmente os folhosos, que são leves e ricos em fibras, criando volume no estômago e aumentando a saciedade. Cenoura e beterraba cruas são até 50% mais leves que cozidas por causa da água absorvida.


5. A carne é magra

Esqueça carnes com ossos e prefira bifes bovinos - um filé de frango de mesmo volume pode ser 40% mais pesado. Para temperar a salada, azeite, limão e vinagre são mais leves do que molhos cremosos.


6. Doce de leve

Se for pedir sobremesa, prefira gelatina ou melancia (sem casca), que são pouco densos.


7. Se for digerir, não beba

Bebidas em excesso atrapalham a digestão e pesam na conta. Segundo a Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert), elas representam até 17% do valor da refeição.

Fontes: Renata Alves, nutricionista, Assert, Alelo, chef Paulo Neves, da Ghee Banqueteria, jornal O Dia e blog Viver Bem.

Postagens mais visitadas