Cientistas criaram uma nova forma de ouro quase tão leve quanto o ar

Pesquisadores do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, na Suíça, criaram uma forma de ouro que é quase tão leve quanto o ar - considerada também o formato mais leve já produzido de um metal precioso.

Esse ouro é uma espécie de espuma composta de 98% de ar, 20 quilates de ouro e leite. Para se ter uma ideia, o material é tão leve que, em vez de afundar em uma xícara de cappuccino, flutua na espuma. De acordo com Raffaele Mezzenga, pesquisador participante do experimento, trata-se de um aerogel mil vez mais leve que as ligas comuns de ouro - e tão leve quanto a água e quase tão leve quanto o ar.
Essa versão levíssima do ouro pode ter várias aplicações semelhantes às que a forma normal da pedra preciosa teria, como sua utilização em joias e relógios, a catálise química, e a fabricação de sensores de pressão. "Em uma pressão atmosférica normal, as partículas individuais do ouro não se encostam e o aerogel de ouro não conduz eletricidade", disse Mezzenga em entrevista ao site Phys. "Mas quando a pressão cresce, o material é comprimido e as partículas se encostam, o tornando um condutor."Para criar o material, os cientistas esquentaram as proteínas do leite para produzir fibras proteicas, que foram colocadas em soluções de ouro salgado. As fibras se entrelaçaram, formando uma estrutura na qual o ouro se cristalizou em pequenas partículas. O resultado final foi o aerogel com fibras de ouro
 (Foto: ETH Zurich)

Postagens mais visitadas