Cuspido e escarrado


Todos os dias, os habitantes de Hong Kong descartam 16 mil toneladas de lixo. Assim, 
a ONG ambientalista HK Clean-Up resolveu levar a sério a luta contra a sujeira nas ruas por lá. Começou a recolher dejetos nas vias públicas - bitucas, chicletes, camisinhas - e mandá-los para um laboratório. Com os resquícios de DNA encontrados neles, recriou os rostos das pessoas que jogaram lixo no chão. E espalhou suas caras pela cidade.


Dna
Reprodução



Como seu lixo vai identificar você
1. O software consegue recriar com mais de 90% de precisão traços faciais, cor da pele e olhos, sexo e se a pessoa tem sardas ou não.
2. Como o programa não consegue determinar a idade, o tipo de lixo encontrado ajuda a traçar um perfil provável.
3. Já que o laboratório não prevê corte de cabelo ou acessórios, os rostos são apenas aproximações. A ideia é que isso baste para constranger os moradores.

Superinteressante

Postagens mais visitadas