Ciência explica o que é a 'gripe masculina'

Um estudo publicado no American Journal of Physiology - Lung Cellular and Molecular Physiology revela, que a gripe masculina existe mesmo. Sim, aquela que ataca os homens e que os deixa de cama por um, dois ou três dias.


A pesquisa feita pela Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health mostra que o culpado é o estrogênio, hormônio sexual feminino que deixa as mulheres mais resistentes ao vírus do que os homens. De acordo com os investigadores Jackye Peretz, Andrew Pekosz, Andrew P. Lane e Sabra L. Klein, este hormônio possui um componente antiviral, que atua eficazmente na prevenção contra o vírus de influência A, conhecido como o vírus da gripe. Mas, além de ‘proteger’ as células, ele inibe a ação do vírus, não o deixando agir com atua nos homens. 
Para o estudo, conta o Express, os investigadores recolheram células nasais de homens e mulheres, que foram expostas ao vírus da gripe, ao estrogênio natural, a um estrogênio ambiental (bisfenol A) e a modeladores seletivos dos receptores estrogênicos (que atuam exatamente da mesma forma que o estrogênio em si, mas que marcam presença no organismo através de terapias hormonais).
Como conclusão, constatou-se que o estrogênio, o raloxifeno (modelador seletivo de recepção de estrogênios) e o bisfenol A reduziram significativamente a replicação do vírus da gripe nas células nasais recolhidas das mulheres. No caso dos homens, o vírus atuou normalmente.

Postagens mais visitadas