Descubra as doenças que pode pegar fazendo sexo na praia ou no mar

Considerada uma fantasia de muitos casais, o sexo na areia da praia ou dentro do mar não está livre de risco para a saúde.


De acordo com especialistas em saúde feminina e masculina, o sexo nesses ambientes deixa o casal mais propício a doenças. A poluição da água é a principal fonte de doenças, além das partículas de areia e o sal presente na água poder causar maior irritação.
“Nos homens, são mais comuns as reações alérgicas, já que o órgão sexual masculino é externo. Nas mulheres o mais comum são as infecções", afirma a ginecologista Flavia Fairbanks, de São Paulo.
Segundo informações do IG, os casais devem ter a mesma preocupação caso o sexo seja feito nas piscinas. De acordo com o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli Borges, a presença de cloro na água não é suficiente para reduzir os riscos e pode até desequilibrar o PH vaginal, deixando a mulher mais suscetível a doenças.
Dentre as doenças mais comuns estão a candidíase, uma infecção causada por fungos, e a cistite, uma infecção do trato urinário causada por bactérias que entram pela uretra.
Os especialistas reforçam a necessidade do uso de preservativo durante as relações, mesmo nesses ambiente.
“É uma relação menos segura. Costumo aconselhar: comece as brincadeiras na água, mas tenha a relação no seco. É mais confiável”, adverte Borges.

Postagens mais visitadas