Freiras plantam e vendem produtos derivados da maconha

Se você acha que já viu de tudo, prepare-se para mais essa: Sisters of the Valley é uma organização de freiras que plantam e vendem maconha.
Elas usam cannabis para fazer cannabidiol (CBD) e, com ele, produzir infusões de óleo, cremes para pele e suplementos para doentes.
Elas destacam que os produtos contêm mínima ou nenhuma quantidade de THC, a substância responsável pelos efeitos psicoativos da droga. A irmã Kate, 56 anos, é a responsável pela administração da organização, que está baseada na cidade de Merced, na Califórnia.
O problema das freiras é que a cidade de Merced está se unindo contra elas. Logo no início do ano, vereadores do município decidiram escrever um projeto de lei que baniria o cultivo e venda de marijuana medicinal, o que destruiria os negócios da irmã Kate. Mas o grupo não silenciou: está divulgando uma petição para desafiar e invalidar o projeto de lei.
“Nós estamos trazendo renda de fora da cidade para a cidade. Estamos pagando impostos altíssimos”, escreveu irmã Kate na descrição da petição, explicando que estão agindo legalmente. Ela também ressaltou que elas não são associadas a nenhuma religião ou organização religiosa, mas que trabalham de maneira independente.
Diversos estudos já provaram que o CBD tem grandes poderes terapêuticos para quem sofre com convulsão, câncer, psicose crônica, ansiedade e muitos outros problemas.
As freiras vendem os produtos em uma página na internet e entregam no mundo todo.

Postagens mais visitadas