Overdose de cafeína é possível e pode ser fatal

Beber café faz bem. A ciência já o comprovou mais do que uma vez e o consumo moderado desta bebida é até recomendado. Mas, claro está, quando moderado.

O consumo excessivo de café (ou cafeína) pode ser altamente prejudicial à saúde, podendo mesmo dar origem a uma overdose e ser fatal, tal como aconteceu recentemente no Japão e nos Estados Unidos, embora seja uma condição rara.

Num dos casos, conta a BBC, a vítima mortal era jovem e tinha 70 miligramas de cafeína no sangue, valor que se situa abaixo da dose diária máxima aconselhada para um adolescente, que é de 100 mg por ml de sangue. Para os adultos, o máximo recomentado oscila entre os 75 mg e 300 mg de cafeína por dia, segundo a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar.
Contudo, a quantidade de cafeína necessária para que ocorra uma overdose depende de pessoa para pessoa (do seu organismo, do seu peso, da sua resistência), mas são muitos os sintomas podem dar a conhecer quando se consumiu cafeína em excesso: pulso acelerado ou perigosamente irregular, vômito, diarreia, declínio cognitivo, desorientação.
Para uma melhor noção da quantidade de cafeÍna ingerida, veja os exemplos dados pela BBC.
Uma xícara normal de café contém 260 mg de cafeína.
250ml de chá preto contém entre 30 mg e 80 mg.
Uma lata de Red Bull tem 80 mg de cafeína.
Uma barra de chocolate amargo tem 20 mg de cafeína.
Um comprimido para dores de cabeça ou gripe pode chegar a conter 130 mg de cafeína.

Postagens mais visitadas