Pesquisadora analisa o sexo entre homens héteros

O ato de uma mulher heterossexual ficar com outra não faz delas lésbicas, da mesma forma que uma ficada com uma mulher não faz com que um homossexual se transforme em heterossexual da noite para o dia.
Mas se um homem hétero fica com outro, a história é outra aos olhos da sociedade. Só que isso não procede de acordo com Jane Ward, especialista em estudos femininos na Universidade da Califórnia, Riverside, nos Estados Unidos - ela ressalta que o sexo entre homens heterossexuais é bastante comum.
Em seu novo livro Not Gay: Sex Between Straight White Men (“Não Gay: Sexo entre Dois Homens Brancos e Heterossexuais”, em tradução livre), a autora questiona o motivo de a sexualidade feminina ser considerada mais maleável do que a masculina e argumenta que esta é mais frágil do que aparenta.
“A concepção que a nossa sociedade tem da heterossexualidade masculina é fora da realidade”, disse Jane em entrevista ao Science of Us. Para ela, a crença de que a sexualidade feminina é mais receptiva só reforça o mito de que as mulheres estão sempre disponíveis sexualmente.
A autora analisou situações em que, se ambos os homens percebessem a prática como algo acidental, sem significado ou até mesmo necessário, eles podem ter relações sexuais um com o outro e continuar sendo heterossexuais. Ela dá como exemplo rituais envolvendo penetração anal que acontecem em fraternidades universitárias nos Estados Unidos. De acordo com Jane, nessas ocasiões o sexo não é percebido como sexo e sim como algum outro tipo de atividade, como uma piada. Um argumento do tipo 'sou tão hétero que um cara pode me masturbar sem que isso gere alguma consequência'.
A entrevista na íntegra está disponível em inglês aqui.

Postagens mais visitadas