Reino Unido confirma 3 casos de zika

O serviço público de saúde da Inglaterra confirmou neste sábado (23) três casos de infecção pelo zika vírus em britânicos que retornaram ao Reino Unido após viajarem à América do Sul.

"Um número reduzido de casos se deu através de relações sexuais ou a partir da transmissão entre a mãe e o feto através da placenta", explicou o serviço público de saúde.Os três contraíram o vírus na Colômbia, Suriname e Guiana. O governo britânico ressaltou em comunicado que o zika vírus "não se encontra de forma natural" nas ilhas britânicas e que "não se contagia diretamente de pessoa a pessoa".
Três casos em Nova York
Nesta sexta-feira, autoridades de saúde do estado de Nova York, nos Estados Unidos, divulgaram que três pessoas testaram positivo para o vírus da zika. Segundo o jornal New York Times, todos os infectados viajaram para países onde o vírus está se espalhando com rapidez.

Dentre os pacientes, uma está totalmente recuperado e os outros dois estão se recuperando sem complicações, de acordo com um comunicado emitido pela Secretaria Estadual de Saúde. Segundo a pasta, os sintomas do vírus - incluindo febre alta, dor nas articulações e olhos avermelhados - foram tipicamente leves e duraram até uma semana.
O Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC) informou que, entre 2015 e 2016, 12 casos de zika foram confirmados no país. Em todos eles, os pacientes foram contaminados durante viagens a outros países. O país já tinha registrado casos anteriores, também contraídos em viagens: o primeiro foi em 2007 e houve outros 14 casos entre 2007 e 2014.
Da EFE

Postagens mais visitadas