Sabe onde há mais bactérias na sua casa?

Na hora de limpar a casa de todas as bactérias, germes e micróbios existentes, é preciso ter duas questões em mente: primeiro, é impossível aniquilar todas as bactérias; segundo, nós não fazemos a menor ideia de onde estão esses ditos ‘seres’.


Se pensa que cuida da higiene e protege os seus amigos e familiares limpado o assento do vaso sanitário e a pia, mudando a toalha de secar as mãos ou escovando o sofá e as cadeiras da sala, está redondamente enganado, conta o Daily Mail num artigo em que revela onde estão as verdadeiras bactérias ‘caseiras’.
Numa altura em que os espirros são mais do que frequentes, as bactérias e os germes está por todo o lado, mas não são os espirros os únicos causadores dessa contaminação. As bacterias estão, principalmente, na cozinha. Os utensílios de preparação e confeção de alimentos são dos objetos mais contaminados e que mais facilmente poderão contaminar as outras pessoas, garante um grupo de cientistas da Universidade de Georgia, nos Estados Unidos.
Segundo os investigadores, as bactérias oriundas da fruta e dos legumes conseguem ser facilmente transmitidos para outros alimentos através dos utensílios com os quais estiveram em contato. Salmonela e Escherichia Coli são, apenas, dois exemplos do que poderá passar de um alimento para o outro – isto, claro, quando o utensílio não é lavado entre cada utilização.
Mas existem outros locais que servem de habitat para as bactérias e germes. São eles a máquina de lavar  louça (com 100 mil vezes mais bactérias do que uma pia), a máquina de lavar roupa (onde as bactérias sobrevivem em lavagens até aos 60 graus) e tábua de madeira (que podem conter mais 200% de bactérias fecais do que um assento de vaso sanitário).
Conta o Daily Mail que o quarto não é exceção e que as bactérias adoram locais como a cama e o cesto da roupa suja. As bolsas e chaves (ou chaveiros) são outros objetos repletos de bactérias e germes, assim como urso de pelúcia dos mais novos.
ralo do chuveiro ou banheira é outro local que pode surpreender pelo número de bactérias que acolhe: nada mais, nada menos do que cerca de 119,468 bactérias, como detetou o estudo norte-americano.

Postagens mais visitadas