Veterinário mais antigo em atividade no Brasil completa 100 anos

O professor Milton Thiago de Mello, presidente da Academia Brasileira de Medicina Veterinária (Abramvet) – o mais antigo veterinário em atividade no Brasil – vai completar cem anos de idade no próximo dia 5 de fevereiro.
Para comemorar a data, será realizado um evento de âmbito internacional, na Universidade de Brasília (UnB).
Foram programadas diversas atividades entre os dias 29 e 31 de janeiro, incluindo churrasco comemorativo, durante a abertura; sessões temáticas, com palestras sobre temas ligados à Medicina Veterinária; além de um coquetel de encerramento com espetáculo folclórico.
CARREIRA
Considerado um dos veterinários de maior prestígio do mundo, Thiago de Mello lecionou em diversos países, inclusive na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, e prestou consultoria a organizações internacionais, como a Organização da Nações Unidas (ONU) e a Organização das Nações para Alimentação e Agricultura (FAO).
Nascido no Rio de Janeiro, ele dedicou mais de 80 anos de sua vida à profissão veterinária. No início da carreira, trabalhou com cavalos no Exército Brasileiro e, durante alguns anos, em clínicas de pequenos animais. No Exército, exerceu diversas funções, enquanto desenvolvia pesquisas sobre zoonoses no Instituto Oswaldo Cruz. Seus estudos mais importantes se concentravam nas áreas de microbiologia aplicada à saúde pública (brucelose, peste bubônica e outras doenças).
Thiago de Mello atuou de forma ativa na pesquisa e análise de temas relacionados ao bem-estar animal, meio ambiente e animais silvestres, principalmente primatas, na Universidade de Brasília, onde foi Decano de Pesquisas e Pós-Graduação. Também trabalhou como professor na Escola de Veterinária do Exército e no Colégio Militar do Rio de Janeiro.
EM PLENA ATIVIDADE
Nos últimos anos, sua atenção esteve voltada para a questão da segurança alimentar. Nesta área, publicou diversos livros e trabalhos e prestou consultoria para algumas agências governamentais.
Em sua obra mais recente,“O veterinário na segurança alimentar”, lançada em 2015 com o apoio da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), o pesquisador afirma que o Brasil continuará a ser uma potência graças à melhoria da produtividade e da qualidade dos alimentos, e também ao papel desempenhado pelos profissionais de Medicina Veterinária.
“Para este futuro promissor, muito contribuirá o trabalho dos veterinários que terão, em grande parte, de reorientar suas atividades para satisfazer às exigências da sociedade e do rolo compressor do agronegócio brasileiro”, destaca o presidente da Abramvet, acrescentando que “este futuro otimista é baseado na aplicação generalizada do resultado de pesquisas e da modernização de técnicas”.
Prestes a completar um século de vida, Thiago de Mello continua em plena atividade. Além de proferir palestras e produzir novos trabalhos, o também ex-presidente da Sociedade Brasileira de Primatologia participa de congressos nacionais e internacionais. Em setembro de 2015, ele esteve na Turquia, onde foi realizado o 32º Congresso Mundial de Veterinária.
AGRICULTURA E VETERINÁRIA
Presidente da SNA, Antonio Alvarenga reconhece a importância de Thiago de Mello para a Medicina Veterinária no País e ressalta que “a agricultura deve muito aos veterinários, porque eles têm um papel relevante no ganho de produtividade e no consequente crescimento do agro”.
Alvarenga ainda afirma que “os veterinários, ao preservarem a qualidade dos alimentos de origem animal, contribuem para a diminuição das barreiras sanitárias impostas por outros países e que, por muitas vezes, impedem as exportações”.
PARTICIPAÇÃO
Os interessados em participar das comemorações do centenário do presidente da Abramvet, Thiago de Mello, podem se inscrever, além de obter mais informações, pelo e-mailcentenariomilton@gmail.com.

Por equipe SNA/RJ

Postagens mais visitadas