Veterinário usa parafuso e resina para reparar casco de tartaruga

Uma tartaruga de água doce, da espécie “cágado de barbicha", que foi atropelada na segunda-feira (14), próximo ao Rio Uberaba, em Uberaba, recebeu reparos no seu casco, que estava completamente fraturado. 


Para socorrer o animal, o médico veterinário Cláudio Yudi utilizou parafusos, braçadeiras plásticas e resina plástica.

Segundo Yudi, a tartaruga possivelmente saiu do rio para desovar e foi atropelada ao atravessar a rua. O animal, que agora recebe o nome de Kiara, embora tenha abortado os sete ovos, passa bem.

Ainda segundo o médico veterinário, um casco de tartaruga demora um ano para cicatrizar e, por isso, ele só poderá devolvê-la à natureza após esse período.

Postagens mais visitadas