Whole Foods quer vender apenas carne de frango com criação natural

A rede norte-americana de varejo de produtos naturais Whole Foods, focada em alimentos orgânicos, anunciou que pretende até 2024 comercializar apenas carne de frango criado com ritmo natural, sem o uso de substâncias artificiais que estimulam o ganho de peso. 


A rede entende que, ao crescer de maneira mais saudável, a carne deverá ser mais saborosa.

Para atingir o objetivo, será necessário substituir o plantel aviário das granjas fornecedoras por espécies como Red Ranger e Nacked Neck, que geralmente demoram 23% mais do que os tipos preferidos dos produtores para atingir um tamanho comercial.
"Será melhor tanto para os animais quanto para a qualidade do produto final", afirmou o responsável pelas compras de carne branca da Whole Foods.
A iniciativa da rede de supermercados amplia as discussões sobre os métodos de criação utilizados pela indústria para fornecer ao mercado consumidor. Restaurantes e revendedores têm sido pressionados por clientes e ativistas sobre as metodologias aplicadas. Redes de fast-food como McDonald's e Subway já anunciaram planos para reduzir o uso de antibióticos na produção dos ingredientes utilizados.
Atualmente, os produtores levam 35 dias e 3,62 kg de ração para produzir um frango de 2,4 kg. Há 30 anos, era preciso 3,20 kg de ração para criar uma ave de 1,3 kg durante o mesmo período de tempo.
Grandes produtores afirmam que as espécies de crescimento estimulado são mais apropriadas, enquanto grupos de defesa dos direitos dos animais alegam que a seleção genética criou frangos muito pesados, com peito excessivamente grande, causando problemas cardíacos e locomotores nos animais.
Do Estadão Conteúdo

Postagens mais visitadas