Estudo conclui que é aos sábados que as pessoas morrem mais

O sábado é um dos dias mais aguardados da semana por ser sinônimo de descanso, tempo livre e despertador desligado. Mas, o sábado pode ser também um dos dias mais temidos.


O site LiveScience analisou minuciosamente os dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos registrados entre 1999 e 2014 e concluiu que é ao sábado que mais pessoas morrem.
Do total de 39 milhões de óbitos registados nesses 15 anos, cerca de 5,6 milhões aconteceram ao domingo e 5,7 milhões ao sábado, o que faz do fim de semana um momento ‘negro’, especialmente quando são revelados os dados acerca das mortes por acidentes: 309,206 ao sábado e 289,248 ao domingo.
De acordo com a publicação, os ataques cardíacos, o câncer, as doenças crônicas respiratória e os acidentes foram as principais causas de morte, sendo que é à segunda-feira que mais norte-americanos morreram por ataques cardíacos.
Mas esta não é a primeira vez que o fim de semana é associado a um maior risco de morte. No ano passado, um estudo do Imperial College de Londres – publicado na revista British Medical Journal – concluiu que os beêés que nascem ao fim de semana têm uma maior probabilidade de morrer.

Postagens mais visitadas