Álcool com forte concentração pode ser proibido até para limpar hospital

Está em consulta pública proposta de regulamento que pretende proibir o uso de álcool líquido em fortes concentrações até mesmo para limpeza de hospitais. 

Com isso, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) pretende reduzir os índices de acidentes.
Hoje é permitido que álcool líquido com concentração acima de 72% seja usado como saneante em estabelecimentos de assistência à saúde. Embora não possa ser vendido diretamente ao público, a Agência constatou o descumprimento à norma.
O álcool líquido de baixa graduação (menor ou igual a 46,3% p/p) continua sendo permitido em qualquer forma física (gel ou líquida).
O prazo para contribuição é de 60 dias e vai até 29 de julho de 2016 no site da Anvisa

Postagens mais visitadas