Está liberado deixar seu bebê chorar

Quem tem filho sabe que poucas coisas cortam mais o coração dos pais do que ver seu filho chorar. 

É difícil resistir ao choro de um bebê e não o confortar para parar o chororô. Mas um novo estudo descobriu que deixar que eles chorem sozinhos até pegar no sono não faz mal à saúde e nem gera traumas emocionais. Aviso aos pais e mães corujas: esse não vai ser um ponto a ser discutido na terapia quando eles forem adultos.
Cientistas australianos da Universidade de Flinders analisaram por três meses os hábitos de 43 casais com filhos entre 6 e 16 meses que estavam enfrentando problemas para dormir. Os pais e seus bebês foram divididos em três grupos: os que deixavam o filho chorar, os que ficavam no quarto até o bebê pegar no sono e outro grupo que não seguia nenhum padrão de treinamento de sono.
O grupo que deixava o filho berrar até dormir teve os melhores resultados: os bebês acordavam menos durante a noite, dormiam mais horas e adormeciam 13 minutos antes que aqueles cujos pais afagavam para parar de chorar. Por mais que os olhinhos cheios de lágrimas do seu filho mostrem o contrário, o choro antes de dormir não deixa o bebê irritado ou estressado - as amostras de sangue das 43 crianças não apresentavam diferenças significativas nos níveis de cortisol, hormônio liberado quando estamos estressados.
Só que a prática tem ressalvas - não se trata de deixar a criança gritar durante horas a fio, mas de não correr para o berço a cada manha que ela faça. Fazer o filho dormir "sozinho" requer treinamento. Os pesquisadores recomendam que os pais aumentem gradativamente o tempo que o bebê é deixado chorando - esse período de adaptação varia de 2 a 35 minutos ao longo de uma semana.
O psicólogo Michael Gradisar, líder do estudo, admite que a pesquisa foi feita com uma amostragem pequena de crianças e que as teorias precisam de mais análises antes de chegar a conclusões definitivas sobre como essas técnicas de sono realmente funcionam.
Mesmo assim, ele defende que os resultados com esses 43 bebês mostram que deixá-los dar uma choradinha não influencia o comportamento fora do berço - pelo menos não dos bebês. "Nós sabemos que privações de sono podem causar depressão pós-parto, estresse e brigas de família. Por isso, esperamos que a pesquisa sirva para os pais organizarem o comportamento de sono deles próprios e de seus filhos", alerta.
Apesar da pesquisa australiana mostrar que o choro ao adormecer não vai fazer mal à saúde da criança, o estudo não fala nada sobre quebrar o coração dos pais corujas.

Postagens mais visitadas