A dura vida dos bichos feios

Na relação entre animais e cientistas, Vinicius de Moraes tem toda razão: beleza é fundamental. Um estudo australiano descobriu que pesquisadores tendem a ignorar animais feiosos, como roedores e morcegos pequenos.

O problema é que 45% da fauna australiana é composta por bichos esquisitos. E, segundo os pesquisadores, todos eles correm um risco maior de extinção, já que não recebem tanta atenção quanto os carismáticos.
Mesmo as editoras desencorajam as publicações sobre eles - alegam que tais animais despertam pouca atenção e não valem o investimento de investigação. É fácil entender o motivo: as pessoas se comovem muito mais com um panda do que com ratos despelados.

Postagens mais visitadas