Anvisa proíbe venda de lote de extrato de tomate com pelo de roedor

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distrição e venda em todo o país de um lote de extrato de tomate da marca Heinz, porque foi encontrado pelo de roedor em amostras do produto. 

A empresa também terá de recolher o extrato contaminado do estoque que estiver à venda no no mercado.
De acordo com resolução publicada no "Diário Oficial da União" desta segunda-feira (18), um laudo emitido pela Fundação Ezequiel Dias, de Minas Gerais, detectou "matéria estranha indicativa de risco à saúde humana" acima do limite máximo de tolerância pela legislação.
O lote de que trata a resolução é o L06, com validade até 01/04/2017. O produto é fabricado pela Heinz Brasil S.A, localizada em Nerópolis (GO).
Em 2013, a Anvisa determinou a interdição de um lote de ketchup da Heinz com base em laudos que também apontaram a presença de pelos de roedores no produto.
A Heinz Brasil foi procurada pelo G1 por volta das 7h30, mas ainda não se pronunciou nesta manhã.
G1 

Postagens mais visitadas