Bodes são tão inteligentes - e carinhosos - quanto cachorros, revela estudo

Elas podem não estar passeando pelas ruas do seu quarteirão, nem terem representações na cultura pop como Snoopy, Pluto e Bidu. Mas, da próxima vez que você ver uma cabra, lembre-se: elas são tão espertas e carinhosas quanto um cachorro. 

Quem diz isso são pesquisadores da Queen Mary University of London. De acordo com seu novo estudo, os animais criam laços com humanos, e recorrem a eles para tentar resolver desafios.
Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores analisaram a capacidade das cabras de abrir um recipiente com comida dentro. Esse é o mesmo teste utilizado frequentemente para medir a inteligência de macacos. Os animais conseguiram abrir todas as caixas, com exceção de uma, a última. Não à toa. O pote em questão foi feito para ser impossível de ser aberto. E foi isso que evidenciou a conexão dos animais com os humanos. Quando falhavam, as cabras encaravam os cientistas que estavam por perto, como um cachorro que pede ajuda.
Os animais também eram estimulados pelo olhar dos humanos. Depois de falhar, a cabra procurava um pesquisador que estava próximo. Se o humano retribuía a troca de olhares, a cabra insistia na missão de abrir a caixa, caso contrário, o bicho desistia da empreitada impossível. "Nossos resultados mostram semelhanças com animais domesticados para serem usados em trabalhos ou servirem de companhia, como cachorros e cavalos", diz Christian Nawroth, biólogo da universidade.
A explicação para essa afinidade conosco está em um relacionamento estável e duradouro. Os pesquisadores apontam que as cabras foram os primeiros animais a serem domesticados por humanos, há cerca de 10 mil anos. Esse tempo teria afetado a forma como o animal entende a companhia humana.
Assim como seu cachorro que sabe sentar, rolar e fingir de morto, a cabra consegue lembrar do que aprende. Um outro estudo, também na Queen Mary University, descobriu que os animais conseguem se lembrar de como superar um desafio, mesmo que fique meses sem enfrenta-lo. Os cientistas também perceberam que as cabras não aprendem observando outras cabras, mas vivenciado determinada experiência.  
Os envolvidos na pesquisa mais recente afirmam que o estudo deve ajudar em uma maior compreensão dos animais rurais. A ideia é aprender mais sobre suas habilidades, capacidade na solução de problemas, e a interação dos mesmos com humanos. Tudo isso seria usado para um melhor tratamento dos bichos. Além disso, pode ajudar a popularizar o uso de cabras como animal doméstico (no youtube, elas já são sucesso). 

Postagens mais visitadas