Novas espécies de formigas ganham nome dos dragões de Game of Thrones

Eles são fortes, têm uma mordida violenta, chifres e um monte de espinhos nas costas. São animais ferozes, que atacam se necessário, e são extremamente territoriais. 


Não, não estamos falando de dragões - ou melhor, não literalmente: um grupo de cientistas do Instituto de Ciência e Tecnologia de Okinawa, no Japão, acaba de descobrir duas espécies de formigas que se parecem tanto com os dragões de Game of Thrones que ganharam os mesmos nomes deles. 

s novas espécies, encontradas em Papua-Nova Guiné, foram batizadas como Pheidole viserion e Pheidole drogon, uma referência aos filhotes de Daenerys (desculpa, Rhaegal, hoje não é seu dia de sorte). Isso porque, quando olhadas no microscópio, dá para ver que as formigas têm espinhos nas costas , assim como seus homônimos dragões. A coincidência também está na cor: assim como Drogon, a Pheidole drogon é preta, e Pheidole viserion tem uma cor de creme, bem semelhante à do dragão Viserion. 
Como o nome diz, Pheidole viserion e Pheidole drogon são parte do gênero Pheidole, uma formiguinha de cabeça grande que é encontrada no mundo inteiro. Elas são tão comuns que, se fossem dragões gigantes, a coisa ia ficar feia pro nosso lado: existem mais de mil espécies já conhecidas entre as Pheidole, embora os cientistas estimem que maioria delas ainda não tenha sido identificada - e que, além das duas espécies de formigas-dragão recém encontradas, existam outras 100 que também tenham os espinhos (então relaxa, Rhaegal, você ainda tem chances de dar nome às formiguinhas).
Grande parte das Pheidole tem uma anatomia similar, e todas elas se dividem em dois tipos: as formigas soldado, que têm cabeças enormes e mandíbulas afiadas para cortar sementes, e as formigas trabalhadoras, com cabeças menores e patas fortes. Entre as novas "formigas dragão", há insetos dos dois tipos, e ambos são enfeitadas com os espinhos fantásticos.  
Dá para ver a semelhança? 
FormigaDivulgação

GOTReprodução
Por enquanto, a função dos espinhos continua um mistério: os cientistas acreditam que seja uma combinação de mecanismo de defesa (eles parecem ser afiadinhos como os dentes de um dragão) com uma musculatura que ajuda a manter suas cabeças enormes no lugar e, no caso das formigas-soldado, que estejam ali para fortalecer a mandíbula para das a elas uma mordida de dragão. Eles ainda precisam descobrir para que esses chifres servem nas formigas trabalhadores, que têm a cabeça menor, então a ideia é continuar estudando e observando os pequenos dragões. 

Postagens mais visitadas