Aplicativo vende a comida que sobra nos restaurantes

Já pensou em quanta comida é desperdiçada, por dia, em um restaurante?


Só no Brasil, são quase 30 milhões de toneladas de alimentos jogados fora, todo ano. Algumas iniciativas para contornar isso já existem, como um restaurante que deixa as sobras do dia em uma geladeira na rua - mas agora, um novo aplicativo vai levar o reaproveitamento de restos a um outro nível.
Batizado de Too Good To Go (algo como "bom demais para ser jogado fora"), o app é gratuito e está disponível para Android e iOS, e também pode ser usado no computador, em qualquer navegador. O chato é que, por enquanto, ele só está disponível na Europa, em países como Inglaterra, Alemanha e França - e ainda não tem previsão de chegar no Brasil. Mas, se continuar fazendo sucesso, pode ser que venha para cá em breve.
O TGTG, como foi apelidado o app, funciona como um iFood de sobras: um mapa mostra restaurantes e padarias que tenham algum resto disponível - e "resto", aqui, significa alguma comida que sobrou naquele dia, e que ainda está boa para comer, mas que seria jogada fora porque ninguém comprou. Aí, basta você escolher, encomendar e pagar no próprio aplicativo. 
Cada restaurante é que define como vai lidar com as sobras. Por exemplo: em Berlim, uma padaria simplesmente enche uma sacola com uma compilação de restos do dia; enquanto isso, na mesma cidade, um restaurante japonês deixa que você escolha as sobras que quiser para montar uma refeição personalizada. 
A ideia é dar uma mãozinha para quem está com a grana curta, evitar o desperdício de comida e, de quebra, dar um lucro extra para o estabelecimento. Os preços são mesmo bem pequenos: qualquer refeição, seja ela um prato feito ou um combinado de sushis, custa entre £ 2 e £ 3,80 (R$ 8,70 a R$ 16,50) - isso só porque aquela comida é um resto. 
Não são só os bons preços que o aplicativo ajuda a encontrar: o Too Good to Go cuida de tudo, desde a lista de restaurantes que vendem as sobras até o pagamento e as embalagens, que são ecologicamente corretas, feitas de papel reciclado - a pessoa só precisa ir buscar a comida. Para completar, os usuários do app também têm a possibilidade de doar uma refeição de £ 1 (R$ 4,35) para a caridade. 
Por enquanto, só estabelecimentos pequenos e independentes estão cadastrados no aplicativo, mas o objetivo é alcançar também as grandes cadeias de restaurantes, que são as que mais desperdiçam - o problema é que os criadores do TGTG ainda não conseguiram chegar aos chefes dessas cadeias. 

Postagens mais visitadas