Vigilância Sanitária pede a retirada de água contaminada com bactéria

Um exame de laboratório comprovou que os índices da bactéria Pseudomonas aeroginosas estão acima do permitido lote 239 da marca Sarandi. 


O lote tem data de fabricação no dia 26 de agosto de 2016 e validade até fevereiro de 2017. A bactéria pode causar infecções em organismos debilitados.

A Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) orienta os estabelecimentos a retirar a mercadoria das prateleiras.
De acordo com o ZH Notícias, os estabelecimentos ainda não foram notificado oficialmente pela Vigilância em Saúde, mas a recomendação é uma prevenção aos consumidores.
A Vigilância em Saúde determinou a retirada do mercado do lote de água contaminada e acredita que o documento deve chegar até segunda-feira para a Agas.

Postagens mais visitadas