Comerciante é surpreendido pela polícia descarregando carne clandestina em mercado

Uma comerciante de Nioaque, a 187 quilômetros de Campo Grande, foi flagrada descarregando peças de carne clandestina em um mercado da cidade, na manhã desta sexta-feira (9). 

O transporte era feito em uma camionete D20 Cevrolet De Luxe e segundo a vigilância sanitária apresentava pelo menos seis irregularidades.
De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar recebeu denúncias de que no fundo de um mercado do município havia uma caminhonete D20 carregada de carne bovina clandestina. No local, os policiais encontraram o veículo com peças de carne enroladas em lonas na carroceria.
Um funcionário do estabelecimento descarregava o produto e levava para dentro do mercado. O filho do proprietário do local, afirmou para os policiais que as peças estavam em um frigorífico localizado em frente ao estabelecimento, pois a câmara fria que fica no mercado estava em manutenção.
Logo a dona do estabelecimento chegou e alegou aos militares que a denúncia seria vingança de um funcionário demitido por justa causa e que a carne vinha de um frigorífico. Cinco notas foram apresentadas a polícia, que acionou a vigilância sanitária para confirmar o caso.
Depois de analisar a mercadoria, os agentes encontraram seis irregularidades: transporte inadequado, ausência de notas fiscais comprobatórias de origem, ausência de corte longitudinal que dividem os lombos das carcaças, rabo presente nos quartos posteriores, má conservação do produto na hora da apreensão e ausência de carimbos nas peças.
Diante disso, a carne, 12 peças, e o veículo em que ela era transportada, foram apreendidos. A dona do local foi autuada por vender, ter em deposito para vender ou expor a venda ou, de qualquer forma, entregar matéria-prima ou mercadoria, em condições improprias ao consumo, na Delegacia de Polícia Civil da cidade. 

Postagens mais visitadas