Empresa desenvolve barras de proteína que prometem substituir refeições

No filme Tempos Modernos, uma espécie de máquina aceleradora de refeições alimenta um operário, interpretado por Charles Chaplin. 

A ideia era reduzir o tempo para as refeições e aumentar a produtividade, mas a geringonça quebra e só serve para sujar o funcionário. A empresa americana Soylent tentou algo parecido: criou um pó de soja que, diluído em água, daria, em alguns goles, todos os nutrientes de uma refeição convencional — comer para quê?
A ideia deu certo, e logo veio uma versão sólida do produto. Uma barra turbinada de proteína de soja que garante 250 calorias e vários nutrientes essenciais. Quem já havia desistido do horário de almoço e optado pela bebida resolveu experimentar o “docinho” sabor caramelo. E aí vieram as surpresas: vômito e diarreia instantâneos em vários consumidores.
“Comi a barrinha nova e em uma hora vieram as reações. Foram 12 horas de diarreia e vômito”, afirmou a usuária SoySister no fórum da Soylent. A empresa declarou à imprensa que só 0,03% das barrinhas vendidas foram motivo de reclamação, e que qualquer produto industrializado oferece algum risco de intolerância.
Galileu

Postagens mais visitadas