Vigilância Sanitária apreende 5 t de carne suína vencida

A Vigilância Sanitária de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, em ação com a Polícia Civil, apreendeu mais de 5 toneladas de carne suína, vencida e sem identificação de fabricação, que estavam armazenadas em uma distribuidora.



A ação começou com a interdição do local, na sexta-feira (9), e foi finalizada na segunda-feira (12), com a verificação de todos os produtos. Em seguida, foi feita a apreensão e inutilização da carne, com acompanhamento de inspetores sanitários.
Inicialmente, a fiscalização ocorreu por suspeita de abate clandestino. Mas, durante a vistoria, a carne vencida foi encontrada.
De acordo com a vigilância sanitária, a distribuidora entregava alimentos em redes de supermercado de todo o estado.
Segundo a coordenadora da Vigilância Sanitária Angela Pauli, não tinha controle de produção. Ainda de acordo com Pauli, algumas carnes caracterizavam fraude ao consumidor.

O órgão municipal já fez um Boletim de Ocorrência (BO) e abriu processo administrativo contra a empresa. Após a conclusão do procedimento, a distribuidora pode receber advertência ou ser multada.
Carne também não tinha identificação de fabricação, segundo Vigilância Sanitária (Foto: Divulgação/Vigilância Sanitária de Ponta Grossa)Carne também não tinha identificação de fabricação, segundo Vigilância Sanitária (Foto: Divulgação/Vigilância Sanitária de Ponta Grossa)



























Alerta ao consumidor
A Vigilância Sanitária alerta que, no final do ano, aumenta o número de ocorrências e de denúncias sobre procedência de carnes e abate clandestino.

O órgão sugere que o consumidor faça compras somente em locais que tenham licença sanitária, que deve estar visível e pode ser exigida.

Denúncias podem ser feitas pela Praça de Atendimento na Prefeitura Municipal de Ponta Grossa e pela Ouvidoria da Saúde, pelo telefone 0800-643-9595.
Carne foi inutilizada com acompanhamento de inspetores sanitários (Foto: Divulgação/Vigilância Sanitária de Ponta Grossa)Carne foi inutilizada com acompanhamento de inspetores sanitários (Foto: Divulgação/Vigilância Sanitária de Ponta Grossa)
Fonte

Postagens mais visitadas