Como controlar o que acontece nos seus sonhos

Você provavelmente já sentiu: no meio de um sonho, percebeu que estava sonhando. 

Entendeu que toda aquela trama era uma criação da sua mente, e tentou modificar o enredo do sonho de forma racional – talvez para conseguir voar ou fazer sexo como e quando bem entendesse. O nome disso na psicologia é “sonho lúcido”.
E os sonhos lúcidos têm um problema: estão longe do alcance da ciência. Como um pesquisador pode estudar esse tema se não tem como observar o que acontece dentro da cabeça do sonhador? Seja como for, Stephen LaBerge, um psicólogo da Universidade Stanford e que dedicou sua vida a estudar os sonhos lúcidos, acha que encontrou uma solução: pediu que os voluntários de uma experiência escolhessem o enredo de seus sonhos antes de dormir. As ondas cerebrais e os sinais vitais dos voluntários eram medidos a noite toda. Como num milagre, a partir do momento em que os adormecidos entravam na fase REM (a do “movimento rápido dos olhos”, que indica o início dos sonhos), as partes do cérebro e as reações do corpo combinavam com o tema escolhido antes. Se a pessoa estivesse correndo, sua respiração ficava ofegante. Se ela estivesse voando, as áreas do cérebro ligadas a movimentos espaciais eram acionadas. “Isso explica por que os sonhos parecem reais. Para o cérebro, eles são reais”, diz LaBerge em seu livro Lucid Dreaming.
Apesar de as afirmações de LaBerge ainda serem questionadas no meio acadêmico, o fato é que os sonhos lúcidos existem. E, para LeBerge, você pode aprender a tê-los com mais frequência – o que talvez jamais sirva como terapia para nada, mas que tem seu lado divertido. Eis as dicas do psicólogo.
Como assumir a direção dos seus sonhos
1. Faça um diário
Anotar sonhos incentiva você a lembrá-los e prestar atenção quando ocorrem. Quando estiver acordado, pergunte-se sempre: “Isso é um sonho?”
2. Saiba que é sonho
Durante o sonho, tente ler objetos: se você não conseguir, é sonho. Dica: faça o mesmo acordado. Parece bobo, mas ajuda a transformar em ato inconsciente.
3. Redistribua o sono
O último passo é fatal: durma 6 horas; acorde, ande pela casa; durma mais duas. LaBerge afirma que essas últimas são as melhores para ter sonhos lúcidos.

Postagens mais visitadas