Vigilância sanitária torna controles públicos na internet

Os relatórios da fiscalização podem ser consultados em um site do Ministério da Agricultura, Alim’confiance. 

As notas serão atribuídas aos estabelecimentos na forma de um selo com quatro classificações: muito satisfatória, satisfatória, precisando de melhorias ou melhorias urgentes. Se recebeu a nota mais baixa, o local foi fechado pela Vigilância até que “correções” de higiene na cadeia alimentar fossem realizadas. “Nesse caso, o estabelecimento representava um risco para a saúde pública”, diz Fany Molin, idealizadora do projeto.
As outras notas atribuídas não livram os restaurantes, por exemplo, de controles sistemáticos, explica a representante do Ministério da Agricultura. Cerca de 60 mil estabelecimentos são verificados anualmente, mas apenas aqueles inspecionados no último mês estarão visíveis na plataforma. Os resultados serão apagados no prazo de um ano.
Donos de restaurantes criticam iniciativa
Os donos de restaurantes criticam a iniciativa. Em entrevista à rádio francesa France Info, Laurent Fréchet, do sindicato profissional GNI-Synhorcat, é a favor de controles mais sistemáticos. Segundo ele, em Paris, as visitas da Vigilância Sanitária acontecem em média a cada quatro anos, e no interior, dez anos. Ele também defende a categoria, dizendo que, “como nas casas, há dias em que ela está arrumada e em outros não”. Segundo o representante do sindicato francês, “isso não significa que o restaurante seja perigoso para a saúde.
No ano passado, 9% dos controles realizados mostraram que 5 mil estabelecimentos precisavam de melhorias. Apenas 1% dos locais foram fechados. De acordo com o Ministério da Agricultura, o nível sanitário melhorou nos países onde o sistema foi adotado. Este é também o caso de oito países europeus.
Selos atribuidos aos restaurantes para saber o nível de higiene.http://agriculture.gouv.fr
.

Postagens mais visitadas