Cocô branco é normal?

Claramente, não.

A cor é definida pela estercobilina, pigmento resultante da digestão da bile. A acolia, falta de cor nas fezes, indica a ausência da substância e pode ser sinal de que o organismo está sofrendo para digerir gorduras.
É necessário ficar atento a outras mudanças de cor. Fezes pretas podem indicar hemorragia no aparelho digestivo em áreas distantes do ânus.
Se o cocô for vermelho, é provável que haja sangramento próximo ao ânus ou no intestino grosso – indício de infecção.
Fezes amarelas, assim como as brancas, revelam dificuldades intestinais em absorver nutrientes – sintoma de doença celíaca.
Agora, se estiver marrom, tá tranquilo. Tudo azul.

Fonte: Jarbas Faraco, da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva.

Postagens mais visitadas