Fêmeas (de libélula) fingem morrer para evitar assédio de machos

O assédio do dia a dia exige atitudes dramáticas – e dessa vez estamos falando do mundo animal. 

As libélulas da espécie Aeshna juncea se jogam no chão em pleno voo e se fingem de mortas até enganar seus perseguidores. E elas não fogem de predadores, e sim de machos da própria espécie.
Esse comportamento foi observado pela primeira vez por Rassim Khelifa, pesquisador da Universidade de Zurich. Em um estudo nos Alpes suíços, ele viu libélulas voando rapidamente, uma atrás da outra. A primeira, de repente, mergulhou com tudo em direção ao chão. E lá ficou, de barriga para cima. Morte súbita? Não foi o que o cientista concluiu depois de chegar mais perto.
Quando a fêmea se espatifou no chão, o macho ficou por perto alguns minutos. Convencido, foi embora. Segundos depois, a libélula acidentada “voltou à vida” e saiu voando livremente.
O pesquisador ficou curioso, segundo contou à New Scientist, e começou a fazer testes para descobrir se aquela cena podia ser uma atitude deliberada para evitar avanços indesejados dos machos. Em um pequeno estudo, ele notou que 88% das libélulas apresentaram a atitude da “falsa morte”. Em mais de 60% dos casos, a cena deu certo.

Postagens mais visitadas